terça-feira, 21 de junho de 2016

Cheiro e Sabor Da Lembrança

Doce de Abobora
Quando a fervura abre, não demora para o perfume,tomar conta de toda casa.
Assim como não demora, o cheiro a me fazer voar, para um tempo que não volta mais.
Fecho os olhos e vejo a casa cheia, éramos em 12 pessoas, em uma casa. A bisa, avós, tias, primos, minha mãe e eu.
Muito trabalho, muita conversa, muita comida, muita roupa para lavar e passar, os serviços eram divididos, mas tudo era grande.
Tinha as brigas, tinha, as rodas de conversa, tinha as risadas, tinha amor, muito amor.
Tinha bisa que era doce, tias que era doce, primos que eram doces, mãe que era doce e doce de abobora.
Texto e foto: Maria Auxiliadora - Filha de Iracema








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores